quarta-feira, 11 de maio de 2011

Aromaterapia e Depressão

Aromaterapia é um método de cura com base na ação exercida pelos óleos essenciais de várias ervas sobre o sistema nervoso. A absorção dessas essências é através das passagens nasais e os pulmões, afetando o estado emocional em breve e melhoria das condições diferentes. Os óleos essenciais de várias ervas e plantas foram obtidas a partir de um processo de prensagem ou de destilação, conforme o caso. Ao longo deste processo, o óleo é extraído de diferentes partes da planta (pode ser um dos ramos, caules, folhas, flores e até mesmo as raízes da planta).

A origem desta terapia remonta ao início do século XX, um período em que René Gattefossé isolados os ingredientes ativos de lavanda por acidente (por uma queimadura no braço). O primeiro tratado de aromaterapia é que Gattefossé publicado em 1928 (com o mesmo nome como o assunto). Hoje aromaterapia é usado no tratamento de infecções, insônia, hipertensão, arritmia e depressão, entre outras doenças.

Os efeitos mais poderosos da aromaterapia estão relacionados com a cura da depressão. Contra os estados depressivos podem ser obtidos excelentes resultados com óleos essenciais de camomila, sálvia, lavanda e sândalo. Em casos de depressão pós-parto é recomendado o uso do óleo essencial de jasmim. Qualquer um desses óleos essenciais aromaterapia proporcionar resultados excepcionais no sistema da mente, induzindo sentimentos de calma e tranquilidade em um piscar de olhos. Os óleos essenciais para tratar a depressão pode ser queimada em um forno especial ou pode ser administrado em banhos. Em ambos os casos só podem ser utilizadas algumas gotas, o suficiente para obter resultados eficazes (para além da gravidade do estado depressivo).

0 comentários